O melhor gol de falta de todos os tempos. A Física explica.

O gol de falta mais lindo de todos os tempos foi considerado aquele feito pelo jogador Roberto Carlos, em 1997, em um amistoso da seleção brasileira contra a França. Devido ao efeito causado pela rotação da bola, ela fez uma curva incrível, enganando completamente o goleiro. Assista:

Explicação Física
Observe as figuras que eu montei, indicando uma bola chutada na direção da seta azul, e com rotação (em vermelho). Imagine que as figuras representam uma vista de cima, e que a bola esteja girando no ar. Reparem que enquanto a bola gira, o ponto A tem velocidade relativa para a frente. Como este ponto está indo contra o ar, isto faz com que a velocidade relativa de escoamento deste ar através da bola nesta região seja diminuída, e fique menor do que a velocidade de escoamento da região do ponto B, pois este ponto, por estar se movendo relativamente para trás, em relação à seta azul, faz com que "ajude" o escoamento do ar através da bola, permitindo que esta velocidade relativa de escoamento seja maior do que no ponto A. Este efeito é conhecido como Efeito Magnus.
Mas como isto provoca a curva na trajetória da bola?

A Pressão e a Força do ar
O ar é composto de moléculas, todas se chocando rapidamente contra a bola, tanto do lado do ponto A como do lado do ponto B, exercendo pequenas forças mostradas pelas setinhas verdes, como mostra a figura.
Do lado B, em que as moléculas de ar são arrastadas através da bola mais rapidamente, elas têm menos tempo para se chocarem com a bola, e portando, a pressão é menor do que do lado A. Isto faz com que a força resultante seja direcionada no sentido mostrado pela seta verde da figura, e explica porque a bola desvia neste sentido. Portanto, onde a velocidade do ar é menor, a pressão é maior, e as forças também são maiores.

Fonte:
http://fisicamoderna.blog.uol.com.br/arch2006-06-04_2006-06-10.html#2006_06-09_15_30_15-7000670-0
Compartilhe:

4 comentários:

  1. Olá Jairo. Realmente é impressionante a trajetória que a bola faz. A Física é muito boa para nós que gostamos dela, pois explica tudo!

    Fui vasculhar os favoritos do firefox e acabei encontrando link que havia salvo na época que lhe comentei sobre este assunto: http://physicsworld.com/cws/article/print/1533

    Essas últimas semanas foram produtivas aqui no Infravermelho. Muito bom!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, amigo. A Física explica mesmo muita coisa, e este chute do Roberto Carlos (saudade do tempo em que o Palmeiras tinha ele no time) foi uma coisa fenomenal, Ele tentou depois disso repetir durante várias vezes, e não teve o mesmo sucesso.

      Obrigado pelo link da PhysicsWorld. É muito boa a explicação deles sobre o Efeito Magnus.

      Eu estou tentando cumprir a promessa que fiz no último aniversário do blog, de que iria postar mais frequentemente. Além disso, procuro contentar os leitores mais fiéis, com assuntos que gostem. É muito prazeroso saber que estamos escrevendo alguma coisa que a gente gosta e que vai ser lida por alguém e agradar. Os temas atuais do dia-a-dia são os que mais geram visitas. Aí eu aproveito para fazer uma propaganda da Física.

      Abraço

      Excluir
  2. Bom dia Jairo. Eu não sou muito fã de futebol e não sei muitos detalhes sobre jogadores e tudo mais. Então parece que, para aquele gol recheado de efeito, também teve também o fator sorte.

    Sabe o que não entendo? Os jogadores treinam o dia inteiro, todos os dias cobrança de faltas, pênaltis, etc e durante uma partida chutam "errado". E ganham muito dinheiro com isso. Para mim, um cara que cobra um pênalti e chuta para fora, deveria, no mínimo, ir para o banco.

    Falando em Física do Dia-a-dia, tem aquele mito sobre o consumo de energia de um chuveiro ser menor em redes 220V. Lembro que, não com detalhes, que é praticamente a mesma coisa que o 110V, já que a potência nominal é a mesma... alguma coisa assim, o que seria mais econômico seria a fiação, que poderia ser mais fina.

    Vou pensar em algum tema interessante.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também estou por fora de futebol, mas acho que devem ter outros fatores que influenciaram no desvio da bola. Há quem ache que houve uma espécie de vibração na bola provocada pelo violento chute que também teria alterado a trajetória. Quanto às cobranças de faltas erradas, eles de fato treinam muito, mas uma pequena diferença nas condições de distância ao gol, barreira e efeito da batida do pé na bola já é suficiente para que ela tome uma direção completamente diferente da desejada. Eu ouvi falar que o Zico treinava incessantemente cobranças de falta, e nos jogos ele acertava muitas, indefensáveis para os goleiros, principalmente quando eram nas condições de gramado que ele treinava, ou seja, no Maracanã. Neste caso, meu amigo, o futebol não se assemelha muito a uma ciência exata, como a Matemática, e acho que então podemos chamar de sorte, pois são tantas variáveis em jogo que fica difícil equacionar adequadamente.

      Sobre o consumo menor em 220 V, realmente precisamos analisar com calma. Se em uma residência dispõem-se de 110 V e 220 V, é adequado ligar só os chuveiros em 220 V, e o resto da casa em 110 V. Neste caso há um ganho de fato, pois não haverá sobrecarga ao restante da rede, quando o chuveiro for ligado. Talvez seja isso que as pessoas confundem, pois o consumo, considerando fiações adequadas, em Watts, tanto para o chuveiro em 220 V como em 110 V, teoricamente é o mesmo.

      Sempre suas dicas e questionamentos têm me ajudado muito na escolha de um tema pra postar aqui. Agradeço muito às suas colaborações neste sentido.

      Abraço.

      Excluir

Os comentários são moderados pelo autor do blog.
Se quiser receber comentários futuros deste post pelo seu e-mail, clique na opção "Notifique-me"